Buscar
  • Pedro Gouvêa

Falar em público/Interação com pessoas em posição de autoridade


Neste texto, iremos abordar a última dimensão da ansiedade social: Falar em público/Interação com pessoas em posição de autoridade.

Esta dimensão também constitui uma dimensão bastante problemática para os ansiosos sociais, uma vez que a maioria deles se queixa de dificuldades em lidar com figuras de autoridade (chefes, coordenadores, supervisores, professores, etc.) e, especialmente, falar em público.

É digno de nota observar que a situação de falar em público é considerada a mais temida por estes indivíduos de acordo com as pesquisas da área e constitui uma importante barreira para o crescimento pessoal e profissional, sobretudo se o indivíduo é demandado para essa atividade no trabalho ou na faculdade.

Não é difícil compreender porque esta dimensão, em particular, é tão problemática para os ansiosos sociais.

No caso de falar em público, o nível de exposição é extremamente elevado e, consequentemente, o risco de avaliação negativa também é elevado. Falar em público equivale a ser o centro das atenções, o que, metaforicamente, pode significar diversas pessoas apontando uma arma para você (seus olhares).

No caso da interação com pessoas em posição de autoridade, a relação de poder desigual (p. ex., entre um chefe e um funcionário) também evoca maiores riscos de avaliação negativa e consequências sociais que podem ser bastante indesejáveis.

Nesta dimensão, o centro do temor se relaciona com parecer incompetente, equivocar-se, que diga ou faça coisas pouco interessantes ou que não agrade aos demais, que os demais percebam que está muito nervoso, causar má imagem e sentir-se decepcionado consigo mesmo.

Exemplos de situação desta dimensão incluem "fazer uma prova oral", "fazer uma entrevista de emprego", "fazer perguntas na aula ou em uma reunião numerosa", "comer com autoridades", "apresentar um seminário ou uma palestra", etc.

Em termos de intervenção terapêutica, as estratégias de exposição gradual, treinamento em habilidades sociais e mindfulness apresentam bons resultados para esta dimensão.

Chegamos ao fim das 5 dimensões principais que estruturam uma classificação atual do transtorno de ansiedade social. Espero que estes textos tenham sido úteis e instigado sua curiosidade para se aprofundar no tema! Até a próxima!



Gostou do texto? Compartilhe para que mais pessoas tenham acesso!!


#ansiedadesocial #fobiasocial #timidez #introversao #habilidadessociais #terapiacomportamental #terapiadeaceitaçaoecompromisso #terapiaemgrupo #analisedocomportamento



Referência:


Caballo, V. E., Salazar, I. C., Garrido L., Irurtia, M. J., & Hofmann, S. G. (2021). Programa de intervenção multidimensional para a ansiedade social (IMAS) - Livro do terapeuta. Novo Hamburgo: Sinopsys.



18 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo