Perfeccionismo e Ansiedade Social

October 31, 2019

       

 

    Considero esse artigo extremamente importante para pessoas que sofrem de ansiedade social. Isso pelo fato de que a grande maioria destas pessoas apresenta um alto padrão de perfeccionismo. Essa afirmação não é um "achismo". Já está bastante comprovada na literatura científica, na experiência clínica e no cotidiano. Em minha página no Facebook, por exemplo, fiz uma enquete perguntando aos seguidores se eles se cobravam muito ou não. Resultado: TODAS as respostas foram afirmativas: eles se cobram muito. 

 

       Qual a natureza da relação entre perfeccionismo e ansiedade social? Por que estas pessoas se cobram tanto? Há algo a ser feito?

 

    O perfeccionismo na ansiedade social se expressa como uma autocobrança excessiva em relação ao desempenho social. Ou seja, a pessoa teme exageradamente cometer algum "erro social". Exemplos: gaguejar durante uma apresentação, tropeçar nas palavras, ficar vermelha, falar alguma "besteira", não saber como cumprimentar alguém, não saber o que falar durante uma conversa, etc. 

       Para essas pessoas, estes erros são vistos como inadmissíveis, pois podem causar uma má impressão nos outros e os outros passarem a vê-las como incompetentes, inadequadas e inferiores (no fundo, representa a imagem que elas têm de si mesmas). 

    Sendo assim, qualquer erro social deve ser evitado a todo custo. Como isso é praticamente impossível, o ansioso social gasta uma enorme quantidade de energia tentando agir de forma perfeita socialmente e é comum que ele saia de uma interação social exausto. Quando ocorre algum erro, a sua crença de inadequação social é reforçada.

    O que ele não consegue assimilar, é que erros e inadequações sociais são extremamente comuns. Todos cometem. O gasto excessivo de energia para tentar ser perfeito é desnecessário, além de ser um objetivo inalcançável.

       No fundo, essa tentativa de ser perfeito nas interações sociais é resultado de duas tendências comportamentais que marcam o transtorno de ansiedade social: querer agradar os outros a qualquer custo - causar uma boa impressão - e evitar ser mal avaliado de alguma forma.

       O mais importante é o seguinte (e aqui vem a sugestão de reflexão): Quanto mais alguém se cobra no sentido de não cometer erros sociais, maior o grau de ansiedade e maior a probabilidade de que erros sejam cometidos. Portanto, em qualquer terapia para ansiedade social, uma das estratégias de intervenção é diminuir a cobrança social do indivíduo. 

       Estas pessoas precisam aprender a lidar com o erro de maneira diferente, talvez até se divertindo com eles. Quando essa mudança de perspectiva em relação ao erro é alcançada, o comportamento social tende a ficar mais natural, mais espontâneo, menos "robotizado", sem a necessidade de protocolos de como agir. A dica final que eu posso dar é a seguinte: faça o que tem vontade de fazer consciente de que o erro é esperado e está tudo bem. Ele só te avisa que você ainda é um ser humano!!

 

     

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Posts Recentes

September 10, 2019

Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags