top of page
Buscar
  • Foto do escritorPedro Gouvêa

O quanto você "obedece" aos seus pensamentos?

Atualizado: 21 de jul. de 2023


Muito do que encontramos no senso comum e na mídia tende a supervalorizar o poder dos pensamentos, como se fossem verdadeiras forças divinas. Tendemos a ver o mundo pelos "olhos do pensamento", ou seja, geralmente acreditamos literalmente que aquilo que pensamos é de fato uma realidade inquestionável.

Por exemplo, você pode pensar que é inadequado socialmente, que nunca vai encontrar um bom emprego ou que sua vida é uma porcaria. Todos esses pensamentos podem, de fato, ser verdadeiros. Mas será que são úteis? Será que eles te ajudam a alcançar seus objetivos e valores pessoais?

Se você os toma de forma literal, provavelmente irá se submeter a eles e agir conforme as mensagens que ele te passa. Ou seja, você tenderá a agir de forma socialmente inadequada, terá muita dificuldade em encontrar um bom emprego e sua qualidade de vida continuará pobre. O que aconteceu aqui?

Você foi capturado pelos seus pensamentos a tal ponto que agora eles dominam as suas ações. Você os obedece cegamente, sem se dar conta de que eles são palavras produzidas pela sua mente. É como se você tivesse um "ditador interno" que comanda as suas ações.

E qual é a saída? Como se libertar da opressão desse ditador interno? O primeiro passo é não tentar mudá-lo nem discutir com ele. Se você fizer isso, ele irá contra argumentar e você entrará em um debate interminável com ele.

O segundo passo é tomar consciência deles como o que eles realmente são: pensamentos produzidos por sua mente e não retratos fiéis da realidade. Diferencie-se de seus pensamentos. Existe um "eu" por trás de seus pensamentos que não é a mesma coisa que eles. É a sua verdadeira essência!

O terceiro e último passo é filtrar os pensamentos que te auxiliam a alcançar seus objetivos e valores e descartar os pensamentos inúteis. Você pode, inclusive, desobedecê-los, mesmo que eles fiquem bravos.

Não tem problema. Apenas observe o processo e escolha o curso de ação que você deseja, independentemente do que sua mente diga que você tem que fazer.

Todos esses processos descritos aqui se referem ao que chamamos em Terapia de Aceitação e Compromisso (ACT) de desfusão cognitiva (se desvincular ou "desfundir" dos pensamentos).

Com a prática, você irá perceber que seu sentimento de liberdade irá aumentar gradativamente, na medida em que você percebe que não precisa mais se submeter às ordem do seu ditador interno!

Para se aprofundar no assunto e ter acesso a diversos exercícios práticos sobre isso, recomendo o livro "Saia da sua mente e entre na sua vida", de Steven Hayes, o criador da ACT. Sempre recomendo esse livro aos meus clientes e o feedback é bastante positivo!!



Gostou do texto? Compartilhe para que mais pessoas tenham acesso!!


62 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page